Escola Paulista de Medicina
Departamento de Bioquímica

Helena Nader recebe Prêmio SBBq-Leopoldo de Meis

A presidente de honra da SBPC, Helena Nader, foi agraciada com o Prêmio Leopoldo de Meis, da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Celular (SBBq), por sua dedicação à Ciência e à Educação no Brasil. A cerimônia de outorga foi realizada na última sexta-feira, 28 de julho, durante a Sessão de Abertura da 46ª Reunião Anual da SBBq.

A homenageada recebeu do presidente da SBBq, Glaucius Oliva, um diploma e uma medalha, cunhada com uma imagem artística do professor Leopoldo de Meis.

A premiação destacou a relevância da atuação acadêmica de Helena Nader: a forte influência de seu trabalho como professora e pesquisadora na Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp), a relevância internacional de seus estudos na área dos componentes da matriz extracelular, e, especialmente, a importância de suas pesquisas sobre a estrutura da heparina.

Também foi ressaltada sua luta para expandir a pós-graduação no País e, destacadamente, sua atuação política, como presidente da SBPC entre os anos de 2011 a 2017, em defesa da Ciência e da Tecnologia no Brasil.

“A excelência na atuação científica e educacional da professora Helena Nader extrapola os limites de sua disciplina. Torna-se universal à medida que atua na defesa de ideais que concorrem para a adoção definitiva da Ciência e da Educação como alicerces da construção de um Brasil forte e independente”, descreve o parecer final do prêmio, lido na cerimônia da entrega.

Sobre o Prêmio

A Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular instituiu neste ano o Prêmio SBBq-Leopoldo de Meis em reconhecimento a pesquisadores membros da SBBq que tenham contribuído de forma destacada para a pesquisa e o ensino em Bioquímica e Biologia Molecular no País ao longo de suas carreiras.

Concedido a cada dois anos, o prêmio presta homenagem ao cientista Leopoldo de Meis, presidente da SBBq entre os anos de 1983-84, que faleceu em 2014. Nascido no Egito, em 1938, de Meis ainda criança veio para o Brasil, onde se naturalizou. Aos 18 anos, ingressou na Faculdade de Medicina, da Universidade do Brasil, atual UFRJ, e graduou-se em 1961. Foi professor titular de Bioquímica na UFRJ desde 1978, onde foi um dos fundadores do atual Instituto de Bioquímica Médica, que leva seu nome. Em 1985, criou o Programa Jovens Talentosos, projeto que levou jovens de baixa renda para os laboratórios do Instituto de Bioquímica Médica (IBqM) da UFRJ, e ofereceu a essas crianças cursos de prática científica.

Fonte: Jornal da Ciência - SBPC

Rua Três de Maio, 100, 5° andar, CEP: 04044-020, Vila Clementino, São Paulo - SP.

Telefone: (11) 5576-4444 Voip 1002 Secretária do Departamento - Márcia Visone (mvisone@unifesp.br)